Fernanda Ezabella

Hollywood e outras viagens

 

A nova música da Nova Zelândia

Aconteceu nesta semana aqui na Nova Zelândia o prêmio nacional da música.

Confesso que não conhecia nenhum dos indicados. Na verdade, de bandas locais, só conhecia (e recomendo muito) Lady Hawke e os caras do Flight of the Conchords (adoro!).

Mas vale a pena dar uma olhada nos dois grandes vencedores da noite, que estavam em turnê pela Europa antes da cerimônia em Auckland.

A banda The Naked and Famous e a cantora Brooke Fraser receberam cinco prêmios Tui cada um (tui é um passarinho e também marca de uma cerveja local).

O grupo de indie rock de Auckland venceu nas categorias álbum do ano ("Passive Me Aggressive You") e videoclipe do ano (vídeo acima) com a música "Punching in a Dream".

Já Fraser ficou com o troféu de single mais vendido do ano ("Something in the Water", vídeo abaixo) e escolha do público.

Para quem quiser saber mais sobre rock kiwi, procure as bandas da gravadora Flying Nun, que neste mês completa 30 anos com uma série de shows pelo país.

Hoje o selo promove novos grupos, mas no passado foi responsável por lançar The Clean, The Chills e Chris Knox, principais nomes de garage rock e low-fi do país nos anos 80 e 90.

E, quando em Auckland, querendo comprar discos, CDs e outros presentes diferentes, visite a Real Groovy Records (é como a Amoeba local).

Escrito por Fernanda Ezabella às 08h59

Comentários () | Enviar por e-mail | Viagens | PermalinkPermalink #

Dia de Guy Fawkes

 
 

Dia de Guy Fawkes

Cinco de novembro é dia de Guy Fawkes. Ou melhor, é dia do fracasso do seu famoso plano de explodir o parlamento britânico em 1605. 

Fawkes anda bastante em voga. Vem dele (e do filme “V de Vingança”) a inspiração das máscaras que os ocupados de Wall Street usam.

Aqui em Wellington, capital da Nova Zelândia, já é domingo, dia 6.

Ex-colônia britânica, o país comemorou da mesma forma que os ingleses: com muitos fogos de artifício.

Foram 12 minutos de show, depois de um dia inteiro de espera. Parecia passagem de fim de ano. Todo mundo à beira da baía esperando pelos fogos. Gente demais. Foi legal, mas nada impressionante.

Fiquei mais chocada, na verdade, com as meninas de vestidinho e os marmajos de camiseta. Estava o maior frio, a maior ventania, um horror. Até a passagem na avenida Paulista é mais agradável...

Escrito por Fernanda Ezabella às 08h56

Comentários () | Enviar por e-mail | Viagens | PermalinkPermalink #

Grafite de crochê em Wellington


 

Perto da movimentada Cuba Street, cheia de cafés bacaninhas, achei esses corações costurados na grade de um terreno baldio.

É arte urbana, menos agressiva do que os grafites, para esquentar os corações dos kiwis. E como faz frio e venta por aqui...

 

 

Escrito por Fernanda Ezabella às 08h21

Comentários () | Enviar por e-mail | Viagens | PermalinkPermalink #

Napier - a capital da art deco

Antes de chegar em Wellington, fizemos um desvio no caminho desde Auckland para conhecer Napier.

É uma simpática cidade na costa leste da Nova Zelândia, apelidada de "a capital da art deco".

Após um terremoto em 1931, seguido de um incêndio gigantesco, a região toda foi destruída.

Porém, em menos de dois anos, conseguiram levantar quase 200 prédios do zero, a maioria deles no estilo "art deco", escolhido por ser a moda da época.

É bem curioso, parece uma volta ao tempo, embora as fachadas das lojas atuais estraguem um pouco o clima.

A cidade tira bom proveito da arquitetura: tem um tour que acontece duas vezes por dia, organizado por um grupo localizado numa loja que só vende artigos "art deco".

 

Para ver mais fotos, visite a página do blog no Facebook

 

Escrito por Fernanda Ezabella às 03h00

Comentários () | Enviar por e-mail | Viagens | PermalinkPermalink #

O "guaraná" da Nova Zelândia

O refrigerante local é o "L&P", outro "clássico" kiwi, mais parecido com Sprit do que com o nosso Guaraná.

O "L" vem de limão e o "P" de Paeroa, uma região onde foi encontrada uma nascente importante.

O McDonalds daqui faz milkshake de "L&P".

E, como vários refrigentes locais (lembram do guaraná rosa Jesus do Maranhão?), o L&P é hoje uma marca da Coca-Cola.

Abaixo, uma propaganda recente, bem retrô, narrada por Jemaine Clement, do Flight of the Conchords.

Escrito por Fernanda Ezabella às 02h27

Comentários () | Enviar por e-mail | Viagens | PermalinkPermalink #

Cinema além dos hobbits

"Como assim você ainda nao viu 'Boy'? É um clássico da Nova Zelândia!"

O papo vem do recepcionista de um hotel no interior do país. Fomos alugar um filme e todo mundo só fala de "Boy".

Dizer que é um clássico é exagero. O filme é de 2010. Mas fez tanto sucesso que é tratado como tal.

É o filme independente local que mais arrecadou nas bilheterias do país. Ficou na frente do blockbuster "Alice no País das Maravilhas" quando estreou aqui no ano passado.

"Boy" conta a história de um menino pobre maori, cheio de irmãos e sem mãe, que é fã de Michael Jackson e mora na costa leste do país.

O ano é 1984. O pai reaparece do nada e o cara é um doido, metido em gangues e atrás de um tesouro que enterrou no quintal da casa.

É comédia, mas é triste também. 

Outro "clássico" neozelandês é "Once Were Warriors" (1984), que também se passa entre os maoris. É um drama bem pesado, sobre violência doméstica e problemas de identidade.

Escrito por Fernanda Ezabella às 19h12

Comentários () | Enviar por e-mail | Cinema e TV | PermalinkPermalink #

O país do All Blacks

Imagine chegar ao Brasil no dia seguinte da vitória do país na Copa do Mundo.

Foi mais ou menos o que aconteceu aqui na Nova Zelândia.

Dois ou três dias antes da minha chegada, a seleção de rugby havia ganhado a Copa do Mundo, sediada no próprio país.

Foi a segunda vitória do time, conhecido como All Blacks, e a primeira em 24 anos!

Todo mundo repete por aqui que a taça foi mais do que merecida, mas não por causa da campanha dos All Blacks, que suaram para conseguir ganhar da França na final, num suado 8 x 7.

Dizem que foi merecida porque a Nova Zelândia anda com uma moral bastante baixa.

A cidade de Christchurch, um dos principais pontos turísticos da ilha do sul, foi praticamente destruída com os dois terremotos de 2010 e 2011. Em outubro, um vazamento de óleo de um navio cargueiro causou o pior desastre natural da história do país. E, para completar, há eleições em breve, o país está dividido.

Mas não são cartazes de políticos que se vê espalhados pelas ruas e estradas. Estes são quase inexistentes. O que se vê são incontáveis bandeirinhas dos All Blacks em carros, lojas e casas.

É comoção nacional. Claro, lojas de artigos esportivos e de souvernir fazem a festa com o entusiamo dos locais e dos turistas (já comprei três camisetas!).

Para quem nunca ouviu falar nos All Blacks, eles são famosos pela dança que fazem antes de cada jogo, a “haka”, de origem maori, povo indígena da Nova Zelândia.

O vídeo a seguir é da “haka” feita antes do jogo contra a França:

 

Escrito por Fernanda Ezabella às 04h26

Comentários () | Enviar por e-mail | Viagens | PermalinkPermalink #

A cidade de metal corrugado

 
 

A cidade de metal corrugado

De passagem por Tirau, perto de Cambridge, parece que todos os comerciantes resolveram tirar proveito de uma fábrica de metal corrugado da região.

Alguns foram mais ousados, como o que fez o cachorrão acima. E outros mais discretos, como o passarinho pukeko abaixo.

Escrito por Fernanda Ezabella às 04h17

Comentários () | Enviar por e-mail | Viagens | PermalinkPermalink #

Calçada da fama... dos cavalos

 
 

Calçada da fama... dos cavalos

 

Fizemos um pit stop em Cambridge, umas duas horas de Auckland. 

É o "centro equestre" do país, segundo uma placa na entrada da cidade, ao lado de duas esculturas de cavalos (tamanho real).

As vacas que acompanhávamos pelas fazendas ao longo da estrada dão lugar aos cavalos. É bem impressionante.

E no centrinho da cidade, uma calçada da fama, como a de Hollywood, mas em homenagem aos cavalos locais (fotos).

Coincidentemente, na terça-feira, é dia da Melbourne Cup, quando a Nova Zelândia e a Austrália param por alguns minutos para ver a corrida de cavalos.

Vi muitos cartazes nos bares de Auckland chamando para apostas, para reservas mesas e etc. Se conseguir assistir, conto como foi.

MAIS FOTOS da Nova Zelândia, na página do blog no Facebook 

 

 

Escrito por Fernanda Ezabella às 07h29

Comentários () | Enviar por e-mail | Viagens | PermalinkPermalink #

Pelo interior da Nova Zelândia

 
 

Pelo interior da Nova Zelândia

Hoje começamos a descida de Auckland até Wellington, de carro, parando por pequenas cidades no caminho.

As estradas são um tapete, perfeitas, bem sinalizadas. Ainda fico confusa com a mão invertida, mas não estou dirigindo.

E os cenários são assim, como na foto acima, cheios de vacas. Muitas vacas. E ovelhas também, claro.

A parada principal do dia foi em Rotorua. Visitamos uma aldeia maori com dezenas de piscinas termais, geysers e um cheiro fortíssimo de enxofre.

Escrito por Fernanda Ezabella às 07h12

Comentários () | Enviar por e-mail | Viagens | PermalinkPermalink #

Os Muppets voltaram!

 
 

Os Muppets voltaram!

Na Serafina de domingo, está minha matéria sobre a visita que fiz pelos cenários do novo filme dos "Muppets".

Dá para ler online, na Folha.com.

A ingenuidade característica dos personagens é garantida pela equipe escalada para o projeto.

James Bobin, cocriador da série “The Flight of the Conchords” (2007-2009), assina a direção na sua estreia em longa-metragem.

E Bret McKenzie, protagonista do mesmo seriado (sobre dois músicos cabeça-de-vento da Nova Zelândia tentando sobreviver em Nova York), é o supervisor musical.

Ele criou quatro músicas originais e escalou Camila e as outras galinhas do Gonzo para cantar “Forget You”, de Cee Lo Green.

E abaixo, um clássico: Miss Piggy fazendo dueto com Johnny Cash.

Escrito por Fernanda Ezabella às 04h05

Comentários () | Enviar por e-mail | Cinema e TV | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Silvio E. G. Cioffi Fernanda Ezabella é correspondente da Folha em Los Angeles e escreve sobre a vida em Hollywood, as novidades do Vale do Silício e as aventuras do roller derby.
Twitter Facebook RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.