Fernanda Ezabella

Hollywood e outras viagens

 

Um museu para ver o pôr-do-sol

O Getty pode não ter a melhor coleção de arte de Los Angeles, mas tem os jardins mais lindos, no alto de uma montanha.

É o lugar perfeito para fazer um piquenique no final de tarde e ver o sol se pondo.

O restaurante-lanchonete dentro do museu vende até queijos e frutas em pacotes especiais, além de vinhos e cerveja.

É um lugar enorme, de arquitetura meio brega, mas vale o passeio. A entrada é gratuita, mas o estacionamento é US$ 15 (não vejo outra forma de chegar lá sem ser de carro...)

Outro lugar para ver jardins maravilhosos: Huntington Library, em San Marino, meia hora de carro saindo de Hollywood.

Tem jardim japonês, floresta tropical, vegetação de deserto, centenas de cactus.  

Outros museus imperdíveis, dependendo da exposição: Lacma e Moca.

Para quem quiser acompanhar o blog, siga a página no Facebook

 

Escrito por Fernanda Ezabella às 14h55

Comentários () | Enviar por e-mail | Viagens | PermalinkPermalink #

Megan Fox estrela propaganda do Oscar

 
 

Megan Fox estrela propaganda do Oscar

 

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou hoje o trailer que estará em mais 2 mil cinemas de todo o país a partir de amanhã.

É um vídeo propaganda da festa do Oscar, que acontece no dia 26 de fevereiro.

Conseguem imaginar quem é o figura bebum de madeixas brancas desta imagem de capa? Tem que ir até o final...

 

Escrito por Fernanda Ezabella às 23h38

Comentários () | Enviar por e-mail | Cinema e TV | PermalinkPermalink #

Roteiristas escolhem melhores de 2011



Saiu hoje a lista dos indicados do Writers Guild Awards, grupo de sindicatos de roteiristas nos EUA. O prêmio será dado em 19/02.

Steven Zaillian, ganhador do Oscar pelo roteiro de "A Lista de Schindler", foi indicado duas vezes na categoria roteiro adaptado: por "Os Homens que Não Amavam as Mulheres" e "O Homem que Mudou o Jogo". 

Na categoria roteiro original, duas mulheres: Diablo Cody ("Jovens Adultos", foto acima) versus Kristen Wiig ("Missão Madrinha de Casamento").

No fim, deve dar Woody Allen mesmo, com "Meia Noite em Paris".

A comédia de Wiig, no entanto, é uma das grandes surpresas nesta temporada de prêmios, com muitas indicações.

Vai disputar, por exemplo, melhor comédia no Critics Choice Award e melhor filme no Producers Guild.

E, entre os documentários, temos "Senna", que vai concorrer com "Pina", de Wim Wenders.

A lista do Writers Guild: 

Indicados a melhor roteiro original

"50/50", escrito por Will Reiser

"Missão Madrinha de Casamento", escrito por Annie Mumolo e Kristen Wiig

"Meia Noite em Paris", escrito por Woody Allen

"Win Win", escrito por Tom McCarthy

"Jovens Adultos", escrito por Diablo Cody

Indicados a melhor roteiro adaptado:

"Os Descendentes", escrito por Alexander Payne, Nat Faxon e Jim Rash (baseado em livro de Kaui Hart Hemming)

"Os Homens que Não Amavam as Mulheres", escrito por Steven Zaillian (baseado em livro de Stieg Larsson)

"Histórias Cruzadas", escrito por Tate Taylor (baseado em livro de Kathryn Stockett)

"A Invenção de Hugo Cabret", escrito por John Logan (baseado em livro de de Brian Selznick)

"O Homem que Mudou o Jogo", escrito por Steven Zaillian e Aaron Sorkin (baseado em livro de Michael Lewis)

 

Indicados a melhor roteiro de documentário:

"Better This World", escrito por Katie Galloway e Kelly Duane de la Vega

"If a Tree Falls: A Story of the Earth Liberation Front", escrito por Marshall Curry e Matthew Hamachek

"Nostalgia for the Light", escrito por Patricio Guzmán

"Pina", escrito por Wim Wenders

"Position Among the Stars", escrito por Leonard Retel Helmrich

"Senna", escrito por Manish Pandey

Para quem quiser acompanhar o blog, siga a página no Facebook

Escrito por Fernanda Ezabella às 20h35

Comentários () | Enviar por e-mail | Cinema e TV | PermalinkPermalink #

É mesmo o Sean Penn?

"This Must Be The Place" é o nome do novo filme de Sean Penn, que estará no festival Sundance neste mês.

Mas, espere, é mesmo Sean Penn?

Ele faz Cheyenne, um rock star americano aposentado, entediado com a vida, que vive em Dublin numa mansão gigante. 

Com essa maquiagem toda, ficou a cara de Robert Smith, não?

Mas a trilha sonora é de David Byrne, e não The Cure.

 

Escrito por Fernanda Ezabella às 01h54

Comentários () | Enviar por e-mail | Cinema e TV | PermalinkPermalink #

Meus filmes favoritos de 2011 (e algumas decepções)

 

“Drive”

Queria colocar “Ryan Gosling” em primeiro lugar, porque todos os filmes com ele, no ano passado, são bacanas. Desde a comédia levinha “Amor a Toda Prova” até o político “Tudo Pelo Poder”. Mas “Drive” é bem acima da média, realmente o filme mais cool do ano, Gosling faz um motorista em Los Angeles pago para ajudar em assaltos que acaba se envolvendo numa jornada de vingança pessoal. Meio como “Tudo pelo Poder”, mas com muito sangue. Meio como “Onde os Fracos Não Têm Vez”, mas aqui ele é o bonzinho.

Estreia em 24 de fevereiro no Brasil.


“A Invenção de Hugo Cabret”

Não se deixem levar pela campanha publicitária errada, que faz lembrar “O Expresso Polar”. Não tem nada a ver. Este é o primeiro filme 3D e "infantil" de Martin Scorsese. Mas fala muito aos adultos também, especialmente aos adoradores de cinema. Na segunda metade, é uma homenagem ao pioneiro do cinema Georges Méliès e seus filmes surreais, como aquele “Viagem à Lua” (1902).

Estreia em 17 de fevereiro no Brasil.


"Um Método Perigoso"

É estranho ver Viggo Mortensen como Freud, mas Cronenberg não decepciona. A história é muito sensacional, mesmo para quem não entende nada de psicanálise e adora uma fofoca. A trama é mais focada nas descobertas e dúvidas de Jung (Michael Fassbender), além de seu famoso caso com a paciente Sabina Spielrein (Keira Knight).

Estreia em 23 de março.



"The Future"

Miranda July, a diretora doida e artista plástica, cria uma fantasia urbana melancólica pelas ruas de LA, com um gato que filosofa e um marido que consegue parar o tempo. Ela faz uma professora de dança frustrada, que inventa umas coreografias bem... doidas? Meu filme "artsy" preferido do ano.


“Meia Noite em Paris”

Gosto quando o filme leva a gente para um universo de sonho. Quem nunca quis tomar umas com Dalí, pedir conselhos pro Hemingway e ver Toulouse-Lautrec trabalhar?  


“Histórias Cruzadas”

Filme de época repleto de personagens interessantes e sobre um assunto bastante conhecido no Brasil: empregadas domésticas. Fala sobre a situação das mulheres negras nos EUA, numa pequena cidade ao sul, nos anos 60. Interessante como algumas coisas não mudaram...

Estreia em 3 de fevereiro no Brasil.



“Missão Madrinha de Casamento” - É o meu “Se Beber Não Case” de 2011.


“Submarino” - É o meu “Fish Tank” de 2011. Filme britânico sobre um adolescente peculiar.

 

Outros que vi e curti:

"Melancolia" - Lars Von Trier é meu diretor favorito, ao lado do Herzog. É um trabalho visualmente chocante. Mas confesso que fiquei um pouco decepcionada. É o mal da expectativa: esperei tanto tempo para ver, fui esperando a salvação do cinema 2011... No final, achei que passou longe das pirações psicológicas do diretor, como em "Anticristo", por exemplo, que adoro. 

“The Artist” - Uma obra “original” no meio de tantas pirotecnias tecnológicas. O bacana de ver um filme preto e branco é que, quando você sai da sala de cinema, tudo parece absurdamente colorido, exagerado. Uma viagem mesmo. 

“In the Land of Honey and Blood" - Fujo de filmes de guerra, sempre choro, são tristes demais, mas a estreia de Angelina Jolie na direção é fenomenal. O final é de mexer com a cabeça.

"Precisamos falar sobre o Kevin" - O bebê de Rosemary cresceu. Adoro as cenas da Tilda Swinton na Tomatina.

 

E outros que vi e não curti: “Os Descendentes” (tirando o visual bacana do Havaí, uma história fraca), “J. Edgar” (internem o Clint), “Shame” (o final é bom, mas até chegar lá...), "A Árvore da Vida", "O Espião que Sabia Demais" (dois filmes chatos e pretensiosos). 


Para quem quiser acompanhar o blog, siga a página no Facebook

Escrito por Fernanda Ezabella às 16h28

Comentários () | Enviar por e-mail | Cinema e TV | PermalinkPermalink #

Produtores dos EUA escolhem os melhores de 2011



Saiu agora há pouco a lista dos indicados dos prêmios do Producers Guild of America (PGA).

É um dos melhores termômetros do Oscar. Nos últimos dez anos, seis dos vencedores da PGA foram também vencedores do Oscar de melhor filme.

Em 2011, ganhou o britânico "O Discurso do Rei" em ambos prêmios. Nos três anos anteriores, ficaram "Guerra ao Terror", "Quem quer ser um Milionário?" e "Onde os Fracos Não Têm Vez".

A PGA é formada por cerca de 4 mil produtores dos EUA e muitos são votantes também do prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (responsável pelo Oscar).

Na categoria melhor filme, ficaram:

"The Artist"

"Missão Madrinha de Casamento"

"Os Descendentes"

"Os Homens que Não Amavam as Mulheres"

"Histórias Cruzadas"

"A Invenção de Hugo Cabret"

"Tudo pelo Poder"

"Meia-Noite em Paris"

"O Homem que Mudou o Jogo"

"Cavalo de Guerra" (foto acima)

Na categoria melhor animação:

"As Aventuras de Tintim"

"Rango"

"Carros 2"

"Kung Fu Panda 2"

"Gato de Botas"

Na categoria melhor documentário:

"Senna"

"Beats, Rhymes & Life: The Travels of a Tribe Called Quest"

"Bill Cunningham New York"

"Project Nim"

"The Union"

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Outra premiação da semana: a Online Film Critics Society, grupo de críticos da internet, anunciou ontem seus vencedores.

"A Árvore da Vida" dominou: ficou com melhor filme, montagem, fotografia, direção para Terrence Malick e atriz coadjuvante para Jessica Chastain.

Outros ganhadores foram: "Rango" (animação), Michael Fassbender (melhor ator por "Shame"), Tilda Swinton (melhor atriz por "We Need To Talk About Kevin"), "Meia Noite em Paris" (roteiro original), "O Espião que Sabia Demais" (roteiro adaptado), "A Separação" (filme em língua estrangeira), "Cave of Forgotten Dreams" (documentário).

Para quem quiser acompanhar o blog, siga a página no Facebook

Escrito por Fernanda Ezabella às 15h21

Comentários () | Enviar por e-mail | Cinema e TV | PermalinkPermalink #

Cinema em 2012 - Tarantino, Gael, Walter Salles...



Dizem que 2012 será um ano melhor para o cinema.

Há grandes blocksbusters no forno para saciar os cofres dos estúdios e grandes diretores com trabalhos na manga para os cinéfilos.

Vou pular os óbvios --- como as novas sagas do Homem Aranha, Batman, Vingadores e Hobbit -- e partir direto para os que realmente estou curiosa para ver.

É uma lista bem "americanóide", e as datas de estreia são previsões para o mercado nos EUA.

O MAIS AGUARDADO DE TODOS

"Django Unchained", de Quentin Tarantino (foto acima, da Reuters), com Jamie Foxx e Leonardo DiCaprio. Estreia: 25 de dezembro.

AS FICÇÕES CIENTÍFICAS

"Prometheus", de Ridley Scott, com Noomi Rapace e Charlize Theron. Estreia em 3D: 8 de junho.

"Gravity", de Alfonso Cuaron, com Sandra Bullock e George Clooney. Estreia em 3D: 21 de novembro. 

"World War Z", de Marc Forster, com Brad Pitt e Matthew Fox. Estreia: 21 de dezembro.

AS ANIMAÇÕES

"Brave", de Mark Andrews e Brenda Chapman (Disney). Estreia: 22 de junho.

"Frankenweenie", de Tim Burton. Estreia: 5 de outubro.

OS BRASUCAS

"On the Road", de Walter Salles, com Garrett Hedlund e Kristen Stewart. Estreia no Brasil: 8 de junho.

"Gone", de Heitor Dhalia, com Amanda Seyfried. Estreia: 24 de fevereiro.

O ANO DO LINCOLN

"Lincoln", de Steven Spielberg, com Daniel Day-Lewis. Estreia: dezembro.

"Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros", de Benjamin Walker. Estreia: 22 de junho.

AS CURIOSIDADES

"Os Três Patetas", de Bobby e Peter Farrelly, com Sean Hayes, Chris Diamantopoulos e Will Sasso. Estreia: 13 de abril.

GRANDE ELENCO

"Gangster Squad", de Ruben Fleischer, com Sean Penn, Ryan Gosling. Estreia: 19 de outubro

"The Dictator", de Larry Charles, com Sacha Baron Cohen. Estreia: 11 de maio

"Os Miseráveis", de Tom Hooper, com Hugh Jackman e Russell Crowe. Estreia: 7 de dezembro.

"O Grande Gatsby", de Baz Luhrmann, com DiCaprio e Carey Mulligan. Estreia em 3D: 25 de dezembro.

"Casa de mi Padre", de Matt Piedmont, com Will Ferrell e Gael Garcia Bernal. Estréia: 16 de março

GRANDES DIRETORES

"Amour", de Michael Haneke, com Isabelle Huppert. Estreia: 23 de maio

"The Angels' Share", de Ken Loach, com Roger Allam e John Henshaw. Estreia: 2012

"Cosmopolis", de David Cronenberg, com Robert Pattinson e Paul Giamatti. Estreia: 2012.

"A Vida de Pi", de Ang Lee, com Tobey Maguire. Estreia em 3D: 21 de dezembro.

Sem título - filme sobre Osama bin Laden, de Kathryn Bigelow.

xxxxxxxxxxxxx

Não esqueci da lista dos meus favoritos de 2011. É que no final acabei vendo bem pouca coisa perto das inúmeras que gostaria de ver. Prometo para amanhã.

Para quem quiser acompanhar o blog, siga a página no Facebook

 

Escrito por Fernanda Ezabella às 04h40

Comentários () | Enviar por e-mail | Cinema e TV | PermalinkPermalink #

Movimento Occupy surge na Parada das Rosas

Os manifestantes do sul da Califórnia do movimento Occupy Wall Street fizeram uma ponta hoje na "Rose Parade" - parada das rosas.

É um evento mega tradicional com carros alegóricos enfeitados de flores, que acontece todo começo de ano em Pasadena, cidade do condado de Los Angeles.

Depois de todos os carros desfilados, surgiram centenas de manifestantes, observados de perto pela polícia. Segundo a agência de notícias estatal, houve vaias e aplausos.

Eles bolaram um carro apelidado de "Occupy Octopus", com uma cabeça e oito tentáculos feitos de sacolas plásticas (foto acima, do "LA Times").

A maioria carregava cartazes e usava as máscaras típicas do movimento, do justiceiro do filme "V de Vingança", inspirado em Guy Fawkes.

O jornal "Los Angeles Times" contou que um membro de um grupo chamado "Bible Believers", que sempre participa da parada, gritou contra os manifestantes:

"Vocês não são mais do que os comunistas revolucionários que destroem nosso país".

Houve um começo de bate-boca, mas a marcha seguiu em paz.

As fotos do post são do site do jornal "Los Angeles Times".

xxxxxxxxxxxxx

E um breve comentário sobre o tempo: parece que Los Angeles esqueceu que é inverno.

A máxima aqui nesta semana é de 28 graus! Enquando isso, em Nova York, por exemplo, a máxima é de - 2 graus.  

Para quem quiser acompanhar as novidades do blog, siga a página no Facebook

Escrito por Fernanda Ezabella às 18h53

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Documentário persegue hackers do Anonymous


 

Na programação do Festival Sundance, que acontece neste mês nos EUA, está o documentário "We Are Legion: The Story of the Hacktivists".

O filme promete levar o espectador para dentro do mundo do Anonymous, grupo radical de hackers que causou vários estragos no ano passado.

Falam das "raízes históricas" do grupo, citando alguns pioneiros como os hackers do Cult of the Dead Cow e Eletronic Disturbance Theater. 

A direção é de Brian Knappenberger, que, segundo o IMDb, estrelou e dirigiu alguns episódios do programa de TV "Not Your Average Travel Guide", além de ter dirigido o documentário "Life after War", sobre o Afeganistão.

Para quem quiser acompanhar as novidades do blog, siga a página no Facebook

 

Escrito por Fernanda Ezabella às 16h15

Comentários () | Enviar por e-mail | Cinema e TV | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Silvio E. G. Cioffi Fernanda Ezabella é correspondente da Folha em Los Angeles e escreve sobre a vida em Hollywood, as novidades do Vale do Silício e as aventuras do roller derby.
Twitter Facebook RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.